sexta-feira, 19 de julho de 2013

RAZÕES PORQUE A IGREJA MUNDIAL DO PODER DE DEUS NÃO PODE SER CONSIDERADA UMA IGREJA EVANGÉLICA

Por Renato Vargens

Um pastor da Igreja Mundial do Poder de Deus mergulhou num Rio cheio de fezes para que fieis experimentem milagres. (veja vídeo abaixo).

Pois é, falta-me palavras para descrever tamanho absurdo. 

Caro leitor, afirmo à luz das escrituras que a Igreja Mundial do Poder de Deus não pode considerada uma Igreja protestante ou evangélica. Infelizmente a  teologia defendida por essa igreja é sincrética, antropocêntrica e demoníaca. Além disso, ela não possui nenhuma relação teológica ou confessional com as expressões da Reforma, antes pelo contrário, seus ensinamentos contrapõem-se as doutrinas da ortodoxia evangélica ensinando aos seus adeptos práticas e comportamentos absolutamente anticristãos.

Isto posto, gostaria de elencar três motivos fundamentais porque essa igreja não pode ser considerada evangélica:

1. Exclusivismo salvífico - Embora a Mundial  diga que "só Jesus salva", ela condiciona a salvação às suas práticas e crendices, através da "posse de elementos salvíficos 

2. Liderança espiritual, absoluta , inquestionável e indissolúvel.  Em qualquer estrutura de liderança evangélica, qualquer denominação, independente se é reformada ou não,  um líder com 1/10 das distorções teológicas do Apostolo Valdomiro teria caído. Lamentavelmente em instituições  como a Mundial onde a Palavra proferida ou dita pelo líder primaz  é inquestionável  aberrações teológicas são cometidas.

3- Distorções basilares sobre a fé.  As doutrinas da Mundial são sincréticas. Ainda que afirmem sua fé na Palavra de Deus, sua prática doutrinária demonstra outra coisa, junta-se a isso o fato de que a Mundial relativiza a graça de Deus, pregando conceitos pagãos e absolutamente contrários as Escrituras Sagradas. Nesta perspectiva, "comercializam" as bênçãos do Senhor.  Para piorar a situação, sua soteriologia é pelagiana, sou pneumatologia manipuladora, e sua fé maniqueísta.  Além disso,  encontramos nela  a prática da simonia,  da venda de indulgências além é claro de uma distorcida base teológica.

Isto posto, não possuo a menor  dúvida em afirmar que a Mundial não pode ser considerada uma Igreja evangélica ou protestante.

Com dor no coração,

Renato Vargens


Fonte: http://renatovargens.blogspot.com.br/2013/07/pastor-da-igreja-mundial-do-poder-de.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+renato_vargens+(Renato+Vargens)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

VOCÊ GANHOU!