quarta-feira, 30 de maio de 2012

A ambiguidade da hierarquia da Igreja Católica portuguesa em relação ao aborto


A ambiguidade da hierarquia da Igreja Católica portuguesa em relação ao aborto

by O. Braga

O Cardeal Colorido
"FÁTIMA, Portugal, May 24, 2012 (LifeSiteNews.com) – Portugal Pro-lifers say they were bewildered on May 12 as they were expelled from the exterior area of the famous Marian shrine in Fátima by shrine personnel and were prohibited from collecting signatures to promote a national pro-life referendum.
“We were not collecting signatures in the church buildings or in the open areas around,” said Luís Botelho of Portugal pro Vida to LifeSiteNews. “Under Portuguese law, everybody can collect signatures for petitions in any place, public or private property, as long as it is ‘public circulation area.’”
Voluntários católicos que recolhiam assinaturas para uma petição ao parlamento, no sentido da realização de um referendo sobre o aborto, foram expulsos do terreiro do Santuário de Fátima, no dia 12 de Maio passado — a mando da hierarquia clerical católica presidida pelo “arcebispo colorido”.
Já várias vezes constatámos que clérigos portugueses proeminentes anunciaram publicamente a sua posição a favor do aborto — como foi o caso do “bispo vermelho”, entre outros. Podemos dizer, com pertinência, que a hierarquia da Igreja Católica portuguesa assume hoje oficialmente uma posição ambígua em relação ao aborto.
A conferência episcopal portuguesa é a comissão liquidatária do catolicismo em Portugal.

Divulgação:

http://cultura-calvinista.blogspot.com

http://metodologiadoestudo.blogspot.com

http://direitoreformacional.blogspot.com

http://biologiareformacional.blogspot.com  

segunda-feira, 21 de maio de 2012

O caso das freiras ‘católicas’ que estão contra a Igreja Católica


O caso das freiras ‘católicas’ que estão contra a Igreja Católica

by O. Braga

Donna Quinn é uma 'freira' que defende publicamente a legalização do aborto em todo o mundo.
Lembram-se da notícia de umas freiras católicas americanas que se manifestaram na última missa de Domingo de Páscoa, no Vaticano? Podem ver a lista de nomes e um CV resumido de algumas dessas freiras, aqui.

Pergunto: por que é que essas freiras, não estando de acordo com a doutrina da Igreja Católica, não “desamparam o tasco” e não se “dedicam à pesca”, por exemplo, no Bairro Alto ou no Intendente, depois da meia-noite?
Resposta: porque, para além de serem feias todos os dias, a sua intenção é mesmo a de minar a Igreja Católica, e a única forma eficiente de o fazer é permanecendo dentro da instituição.

Em alguns casos, como o da freira Louise Lears, apareceu um arcebispo [o arcebispo de St. Louis, Raymond Burke] com força moral suficiente para a banir dos ministérios da Igreja e de receber os sacramentos.
Porém, que eu saiba, nenhuma dessas filhas de Satanás foi até hoje excomungada pela Igreja Católica — com excepção de Margaret Mary McBride, uma freira que era administradora de um hospital católico no Arizona, e que em 2009 autorizou pessoalmente a realização de um aborto no seu hospital; neste caso, a excomunhão foi automática, ou seja, não necessitou de ponderação e de deliberação por parte da hierarquia da Igreja Católica Apostólica Romana.
Se algumas mulheres não se sentem bem na Igreja Católica, ponham-se a andar de lá para fora!. Não chateiem!. Não fazem falta, na Igreja, mulheres que não se sentem bem: desamparem a loja!.
Adenda: Os fins não justificam todos os meios; um acto maligno não pode ser justificado pelo putativo bem que eventualmente possa causar. A ética deve ser ontológica [o desígnio do Ser] e não dever ser teleológica [utilitarismo], porque o ser humano não é Deus e não pode prever o futuro.
O. Braga | Quarta-feira, 25 Abril 2012 at 10:55 am | Tags: Igreja Católica | Categorias: aborto, ética, feminismo, homocepticismo | URL: http://wp.me/p2jQx-bea
 
Divulgação:

http://cultura-calvinista.blogspot.com

http://metodologiadoestudo.blogspot.com

http://direitoreformacional.blogspot.com

http://biologiareformacional.blogspot.com  

domingo, 20 de maio de 2012

Gondim cheira pó de pirlimpimpim e detona os pilares do cristianismo



Gondim cheira pó de pirlimpimpim e detona os pilares do cristianismo

  

Danilo Fernandes


Ricardo Gondim, recentemente, afirmou que havia deixado de ser evangélico, sem, contudo, deixar de ser cristão. Há dois dias, recebi o vídeo a seguir (de 2008) – o qual desconhecia por completo e, creio, que seja assim para a esmagadora maioria dos crentes. Neste, assistimos Gondim rompendo de forma tão radical com a Palavra de Deus, que fica clara que a sua opção recente nada mais foi do que o último o canto de um cisne (tá mais para urutau, mais vai lá) negro – de sujo.

Ao lado de outro senhor, Jung Mo Sung, Gondim se revela grande heresiarca ao atacar os pilares do cristianismo. Só faltou negar a ressurreição de Jesus! Vejamos as afirmações da dupla:

  • O conceito de salvação – aquele que nos livra da segunda morte e nos dá vida eterna ao lado do Pai, aquele que garante que não pereceremos entre os ímpios... Este conceito precisa ser revisto. Esta muito desgastado, démodé, talvez? Precisando de um look mais moderninho? Revisto por quem? Gondim sugere que os homens desta geração má o revejam – creio que uma vez feito o trabalho devamos informar a Deus. Ou é dispensável, basta sair na Globo?

Prezado telePECADOR, fica determinado que para ser salvo é necessário ganhar o Big Brother Popular. Inscreva-se já mandando seu vídeo para a Betesda aos cuidados de Gondinzinho, o diretor do reality. Vá na fé que se você escapar do paredão do inferno, vai direto para o Céu e, sendo mulher, para a capa da Playboy!

  • Jung afirma que existe salvação fora do cristianismo, e segundo ele, o faz baseado na Palavra de Deus. ‘Não é cristianismo que oferece a salvação. ’ Verdade. A Salvação é pela Graça de Deus por meio da Fé.... Em JESUS CRISTO! E, segue o enterro dizendo “que o Espírito sopra onde quer”, logo pode soprar em qualquer religião. “A minha fé diz que salvação vai além da minha religião”.

Maravilha! Fez jogo para a plateia de jornalistas, que, como não iria, risos, adora este ecumenismo e ainda assassinou o texto bíblico, embrulhando-o na roupagem diabólica de uma semente lançada a intelectuais e mestres em um evento de educação. Heresias atiradas no atacado a formadores de opinião.

  • A única vida em abundancia que o crente deve esperar é a vida presente, não aquela eterna.

Iniciemos a refutação pela exejegue de Jung Mo Sung. O que diz o texto bíblico de que ele se apoderou, ruminou e cuspiu ao microfone, distorcido e misturado com todo o veneno que emana de seus incisivos:

João 3:4-15 

Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Pode, porventura, tornar a entrar no ventre de sua mãe, e nascer?

Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus.

O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.

Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo.

O vento assopra onde quer, e ouves a sua voz, mas não sabes de onde vem, nem para onde vai; assim é todo aquele que é nascido do Espírito.

Nicodemos respondeu, e disse-lhe: Como pode ser isso?

Jesus respondeu, e disse-lhe: Tu és mestre de Israel, e não sabes isto?

Na verdade, na verdade te digo que nós dizemos o que sabemos, e testificamos o que vimos; e não aceitais o nosso testemunho.

Se vos falei de coisas terrestres, e não crestes, como crereis, se vos falar das celestiais?

Ora, ninguém subiu ao céu, senão o que desceu do céu, o Filho do homem, que está no céu.

E, como Moisés levantou a serpente no deserto, assim importa que o Filho do homem seja levantado;

Para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.





Com quem Jesus fala nesta passagem? Com um mestre da lei, um fariseu, que não é capaz de compreender e sentir as coisas do Espirito. Um homem soterrado na poeira da tradição de homens. Alguém que precisava desesperadamente da ação do vento misericordioso de Deus a soprar a poeira de seus olhos, as teias da lei de sua mente e o mofo das tradições de homens de seu coração. Um sopro de vida, para um homem novo, capaz de compreender as boas novas que lhe estavam sendo dadas.

E que vento é este que sopra onde quer, e que quando chega à nossa vida, já nos transforma, e que quando o ouvimos espalhando as folhas caídas no solo da nossa existência, revirando os galhos secos de nossas esperanças vazias, retirando as escamas de nossos olhos, lá já estava e logo se foi?

E não sabemos de onde veio e nem para onde vai. Só sabemos que já nascemos de novo, não somos mais a mesma criatura que encontrou esta brisa e, como o vento que sopra as folhas e revolve a terra seca dando sinal de sua presença, também nós, em nova vida, damos sinais de transformação ao mundo.

Sim, não seria este vento Aquele responsável pela nossa consciência de pecador?

Não seria Aquele que impulsiona o nosso arrependimento e nos convence do Evangelho?

Não é este mesmo vento, que sem o qual, não há compreensão teológica, estratégia missionária, cruzada ou procissão de milagres que produza resultado algum, em homem nenhum? 

Não é por este vento que cada evangelista ora?

Não é Aquele, sem o qual não há pregador, por mais brilhante que seja, que possa um coração amolecer? Não é o vento, sem o qual não há obra humana a produzir um único santo? Não é este o vento que transforma corações de pedra em carne?

Que outro vento, se não este, pode insuflar as velas da igreja na direção do Reino? Não é o sopro que faz o campo morto se tornar branco? E depois some na rosa dos ventos e seca o rio que o homem tinha por caudaloso, para ali adiante, dar pesca maravilhosa no córrego mais mirrado, cruzando a vereda mais escondida?

Não foi este o vento que varreu nações e derrubou impérios? Levou ao esquecimento falsos deuses, fez cair principados e potestades?

E convence do que este vento? Não é do Evangelho do Reino que Ele convence? E o Evangelho não é Cristo? Há evangelho sem Cristo? Há salvação sem Cristo? E a boa nova não é Cristo?

Então para onde sopra este vento? Aponta para Cristo!  

O vento sopra, o vento é livre, o vento vai para onde quer, mas o querer é de Cristo!

Pois é para Cristo que apontam todas as coisas. Ele é o autor do vento. Ele é o consumador da nossa Fé.

Se ventar entre os hindus, o vento apontará para Cristo.

Se ventar entre os coreanos, será Cristo o gloriado.

Se ventar entre os muçulmanos, será por Cristo a libertação e para Ele acorrerão os libertos.

Se os budistas sentirem este vento, será pela vontade de Cristo e será Cristo que eles verão.

Sim, meu caro Jung Mo Sung, o vento sopra para onde quer, mas quem governa este vento é Deus, e este vento, como todas as coisas apontam para um só lugar: Jesus Cristo. Este é o vento que aponta para Cruz, nela venceu o nosso Salvador. Ele venceu e Ele vive e por isto posso crer no amanhã.

E, se não bastou:

João 14:6 Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim.


Leia Mais em: http://www.genizahvirtual.com/2012/05/gondim-cheira-po-de-pirlimpimpim-e.html#ixzz1vQGOsIyg
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial Share Alike


fonte: http://www.genizahvirtual.com/2012/05/gondim-cheira-po-de-pirlimpimpim-e.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed%3A+Genizah+%28Genizah%29

quarta-feira, 16 de maio de 2012

O arcebispo colorido muda o baptismo em função da mudança de sexo

O arcebispo colorido muda o baptismo em função da mudança de sexo

by O. Braga

O que aconteceria se, por absurdo, existisse uma lei positiva que permitisse que um ser humano mudasse a sua identidade e passasse a ser um cão? O arcebispo colorido passaria a considerar um cão susceptível de ser baptizado.

Leia-se um texto aprovado pela Conferência Episcopal Portuguesa:
REGISTO DE BAPTISMO PARA CASOS DE MUDANÇA DE SEXO
1. Fazendo um paralelo com a legislação civil (Lei no 7/2011, de 15 de Março), é oportuno considerar o pedido para averbar a mudança de nome nos registos eclesiásticos.
O Cardeal Colorido
2. A pessoa, através do pároco, faz um requerimento ao Vigário Geral pedindo que seja lavrado um novo assento de baptismo, com a nova identidade.

3. Deve juntar, para prova, cópia do assento de baptismo já realizado, bem como cópia do novo registo civil.

4. Examinada a documentação, o Vigário Geral responderá no prazo de dez dias úteis, e consoante os casos:

a) Decide favoravelmente o pedido a fim de efectuar o respectivo averbamento nos Livros paroquiais e, se for o caso, um novo assento;
b) Solicita a entrega de documentação mais completa, no prazo de oito dias;
c) Rejeita o pedido, quando verificar que os documentos não correspondem aos requisitos legais.

5. Têm legitimidade para requerer este procedimento as pessoas maiores de idade e que não se mostrem interditas ou inabilitadas por anomalia psíquica, a quem seja diagnosticada perturbação de identidade de género.

6. Dos assentos a que se mostre efectuado o averbamento de mudança de sexo e consequente alteração de nome próprio, só podem ser passadas certidões de cópia integral ou fotocópias a requerimento do próprio ou dos seus herdeiros e das autoridades eclesiásticas.

7. Outros aspectos não mencionados serão resolvidos pelo Ordinário do Lugar.

8. Deve-se salvaguardar a boa fama e a intimidade de cada pessoa (cf. cân. 22O)

9. Todas as diligências permanecem sob segredo.

10. Dê-se conhecimento deste procedimento ao Chanceler da Diocese.

Tratando-se de um escândalo, podemos denunciar esta farsa do arcebispo colorido para:
Rev.mo Senhor Núncio Apostólico
D. Rino Passigato
Nunciatura Apostólica. Av. Luís Bívar 18. Lisboa 1069-147 LISBOA

Conferência Episcopal Portuguesa
Quinta do Cabeço, Porta D
1885-076 MOSCAVIDE

A ler, acerca do arcebispo colorido: http://goo.gl/ucK7T.



Divulgação: http://cultura-calvinista.blogspot.com

segunda-feira, 7 de maio de 2012

O Perigo do Pensamento Secular na Igreja (Um Discurso sobre a necessidade da Verdadeira Espiritualidade na Igreja)

O Perigo do Pensamento Secular na Igreja (Um Discurso sobre a necessidade da Verdadeira Espiritualidade na Igreja)
Estamos fazendo a igreja e a adoração atrativas para o homem sem o Espírito. Estamos meramente querendo ver números na igreja, sem uma real preocupação com o fruto espiritual. Por conseguinte, o verdadeiro evangelismo tem morrido e a ovelha que rouba é a ordem do dia. Em tudo isto, você pode ver que a Bíblia não é o princípio organizador do Cristianismo de hoje. Nós estamos atuando como meros homens. Assim é como o mundo atua.
Rev. Conrad Mbewe

TEXTO: 1 Coríntios 3:1-4
“E eu, irmãos não vos pude falar como a espirituais, mas como a carnais, como a criancinhas em Cristo. Leite vos dei por alimento, e não comida sólida, porque não a podíeis suportar; nem ainda agora podeis; porquanto ainda sois carnais; pois, havendo entre vós inveja e contendas, não sois porventura carnais, e não estais andando segundo os homens? Porque, dizendo um: Eu sou de Paulo; e outro: Eu de Apolo; não sois apenas homens?”

INTRODUÇÃO

O assunto sobre o qual gostaria de engajar vossos pensamentos é aquele do perigo do pensamento secular na vida e ministério da igreja. Por um lado, nunca devemos esquecer que a igreja está no mundo. Nesse sentido nunca poderemos escapar de usar as facilidades e as leis (isto é, as leis da natureza) do mundo. Apesar disso, como Jesus uma vez disse, embora nós estejamos no mundo, nós não somos do mundo. Assim, deve haver uma diferença conspícua entre nosso pensamento, atitudes e aproximação para os assuntos, daqueles do mundo. Isto é o que deve fazer com que o mundo se impressione com a igreja. O fracasso de a igreja ser dessa forma diferente, não tem nada de novo. Paulo endereçou isto nesta passagem que neste momento lemos.

O PROBLEMA QUE ESTÁ SENDO ENFOCADO

Qual o assunto que o apóstolo Paulo tratando neste texto? Para muitas pessoas, era simplesmente o problema de invejas e contendas entre os Coríntios. Todavia, a preocupação de Paulo era a de tratar com um problema mais profundo – a causa das invejas e contendas. Qual era ela? Eu gostaria de sugerir que era um problema de pensamento secular na igreja. Paulo usa duas frases para se referir a isto – ser “mundano” [literalmente, ser carnal] e ser “meros homens” [literalmente, ser homens]. Estou interessado no último, que em si mesmo não têm conotações de pecado. Esta é uma atitude que coloca a razão humana acima da divina revelação (Romanos 3:5). Esta atitude impede o crescimento espiritual, porque ela assume que suas suposições devem ser corretas! Portanto, os Coríntios eram bebês espirituais quando eles deveriam ser maduros.

É O MESMO PROBLEMA HOJE

É o mesmo hoje. Nós tendemos olhar para a secularização como um progresso, mas na realidade ela é um empobrecimento porque estamos agindo como “meros homens” – isto é, homens sem o elemento espiritual. Esta secularização da igreja está manifestando-se primariamente na maneira como nós estamos procurando sinceramente fazer com que nossas igrejas sejam mais relevantes para nossa sociedade. Esta preocupação é correta, mas como estamos fazendo isto? Receio que estamos sacrificando a sabedoria espiritual e os sermões, fazendo-os sociais. Estamos fazendo a igreja e a adoração atrativas para o homem sem o Espírito. Estamos meramente querendo ver números na igreja, sem uma real preocupação com o fruto espiritual. Por conseguinte, o verdadeiro evangelismo tem morrido e a ovelha que rouba é a ordem do dia. Em tudo isto, você pode ver que a Bíblia não é o princípio organizador do Cristianismo de hoje. Nós estamos atuando como meros homens. Assim é como o mundo atua também. Isto é uma perda total!

A RESPOSTA BÍBLICA PARA ISTO

O grande perigo desta maneira secular de pensar é que ele faz Deus irrelevante! O que interessa é “Paulo” ou “Apolo”. Este é o mero número nas igrejas. E sem dúvida, estamos conseguindo nosso número, mas a um grande custo. A igreja hoje, a despeito de seus graus e serviços completos de adoração, tem quase nenhum impacto no mundo. Isto é sobre o que Paulo advertiu os Coríntios, quando ele tratava do problema deles. Ele trouxe às mentes dos Coríntios que a Deus deve ser dada a posição central em todas as coisas:

(1) É somente Deus que dá o verdadeiro crescimento (3:5-9).
(2) É somente Deus que julgará verdadeiramente (3:10-15).
(3) É somente Deus que verdadeiramente habita em Seu povo (3:16-17).
(4) É somente Deus que tem a verdadeira sabedoria (3:18-20).
Isto vai em direção oposta ao pensamento secular. Traz Deus de volta para a posição central. Conhecer a Deus e fazê-LO conhecido torna-se a paixão de tal Cristianismo. Nós precisamos voltar para isto!

CONCLUSÃO

Eu não posso fazer nada melhor do que terminar com a exortação final de Paulo (versos 21-23). Jogue fora esta aproximação humanista secular e em vez disso, sejam absorvidos com Deus. Sejam verdadeiramente espirituais! Levantem-se acima do que já é seu, e se lançam para as alturas de Quem vocês pertencem. Sejam cativados pela beleza do Rei. “Voltem os seus olhos para Jesus”. Então vocês verão o verdadeiro crescimento espiritual. Qualquer esforço para resistir isto somente denunciará uma ausência de fé na Palavra de Deus e no Deus da Palavra. Vocês denunciarão o fato de que vocês são meros homens. Para os espirituais, digo, não se ludibriem. Deixem Deus ser Deus. Amém!

Rev. Conrad Mbewe




Tradução livre: Felipe Sabino de Araújo Neto




Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono. Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas (Ap. 3:21,22).


Por Que Deixei a Universal?


Por Que Deixei a Universal?




quinta-feira, 3 de maio de 2012

‘Cristãos relativizam palavras de Jesus’, diz teólogo sobre estudo de como Jesus pensaria nos dias atuais

‘Cristãos relativizam palavras de Jesus’, diz teólogo sobre estudo de como Jesus pensaria nos dias atuais

Teólogo brasileiro debate estudo que mostra que a opinião de Jesus atualmente seria diferente das dos outros cristãos de hoje, liderado pelo professor de psicologia da Universidade Norte-Americana de Stanford, Lee D. Ross.


O reverendo Augustus Nicodemus, doutor em teologia e chanceler da Universidade Presbiteriana Mackenzie, comentou em entrevista ao The Christian Post sobre o estudo e falou sobre “relativização”.
Segundo Nicodemus, “a relativização das palavras de Jesus se dá quando a aceitação literal e natural delas coloca pessoas numa situação difícil, desconfortável ou questionável”, diz. Ele explica: “em vez de ajustar em sua vida às palavras do Senhor, muitos preferem relativizá-la para escapar às consequências das mesmas”.

Rev. Augustus Nicodemus
Foto: http://mackenzie-rio.edu.br/


Segundo Nicodemus, “a relativização das palavras de Jesus se dá quando a aceitação literal e natural delas coloca pessoas numa situação difícil, desconfortável ou questionável”, diz. Ele explica: “em vez de ajustar em sua vida às palavras do Senhor, muitos preferem relativizá-la para escapar às consequências das mesmas”.

O estudo utilizou uma escala de 100 pontos, que vão desde “mais liberal” a “mais conservador”. Para cada assunto, uma nota foi atribuída para identificar onde Jesus estaria na escala e outra para onde o entrevistado se enquadra.

O relatório destacou a diferença de pensamento nas duas vertentes religiosas. Enquanto os liberais deram mais importância a tópicos relacionados à comunhão, como o tratamento de imigrantes ilegais, os conservadores deram mais peso aos ensinamentos sobre moralidade, como casamento homossexual e aborto.

O fenômeno do surgimento dos cristãos liberais e conservadores, citados na pesquisa é explicado pelo teólogo. Segundo Nicodemus, liberais são aqueles que se dizem cristãos mas negam a infalibilidade da Bíblia, em questões fundamentais como os milagres, ressurreição literal e física de Jesus de entre os mortos ou mesmo a plena divindade de Cristo. “Há muitos destes no Brasil”, diz Nicodemus.

Já os conservadores, por sua vez, defendem a infalibilidade da Bíblia, a realidade dos milagres e a ressurreição de Jesus, bem como sua segunda vinda literal. “Eu pessoalmento entendo que o liberalismo é uma religião diferente do Cristianismo”.

Uma outra tendência averiguada no estudo aponta que os liberais apresentam mais dificuldade em conciliar suas opiniões com o Antigo Testamento, enquanto que os conservadores alegam que muitas vezes os ensinamentos do Novo Testamento entram em conflito com suas opiniões políticas.

Desta maneira, existem possíveis ‘pontos obscuros’ nas Escrituras que poderiam levar diferentes interpretações. Mas, Nicodemus explica que a mensagem central da Bíblia é clara e pode ser resumida no Credo Apostólico.

Ele ressalta ainda que há outros pontos de compreensão mais difícil, como a sequência de acontecimentos futuros (escatologia) ou o sistema de organização e governo das igrejas. Outros pontos controversos são a vigência ou não de alguns dons espirituais.

“Dificilmente um verdadeiro cristão discordaria das palavras de Jesus. Ele mesmo disse que as suas ovelhas ouvem a sua voz e o seguem”, ponderou o especialista.

As diferentes interpretações das palavras de Jesus podem vir não somente porque há assuntos não muito claros na Bíblia, mas também porque as pessoas costumam interpretar a Bíblia à luz de suas experiências pessoais, afirma o teólogo.

“Deveríamos seguir a verdade onde ela nos levar”.


Fonte: http://portugues.christianpost.com/news/cristaos-relativizam-palavras-de-jesus-diz-teologo-sobre-estudo-de-como-jesus-pensaria-nos-dias-atuais-10196/

Divulgação: http://cultura-calvinista.blogspot.com

VOCÊ GANHOU!